27 de setembro de 2020

A vitória escapou!

O Rubro-Negro entrou em campo disposto a encerrar de vez a sequência sem vitórias e sufocou o Botafogo no início da partida. Logo no primeiro minuto, Fabinho fez grande jogada e exigiu grande defesa de Diego Cavalieri.

Nikão também fez o goleiro botafoguense trabalhar em mais uma boa jogada individual. No contra-ataque, ele ganhou de três jogadores adversários e bateu rasteiro, no canto. Cavalieri espalmou.

Quem também ficou perto de marcar foi Léo Cittadini, em um bonito giro na área, seguindo por um chute que passou muito perto, à direita do gol. 

No segundo tempo, o Athletico caiu de produção e o Botafogo se tornou mais perigoso. Aos 31’, em cobrança de pênalti, Victor Luís colocou o time carioca na frente.

Mas o Furacão não desistiu e chegou ao empate aos 42’. Christian fez um ótimo lançamento para Geuvânio, que tocou para Ravanelli. O estreante da tarde bateu de primeira e mandou para rede!

No minuto seguinte, pênalti para o Athletico. Rafael Foster colocou a mão na bola dentro da área. Nikão foi para a cobrança, mas chutou por cima do gol. 

E o Rubro-Negro ainda teve mais uma grande chance de marcar o gol da vitória. O cronômetro já marcava 50’ quando Geuvânio soltou uma bomba de fora da área. A bola explodiu no travessão!

O próximo desafio está marcado para o próximo sábado (12). Às 16h30, tem clássico contra o Coritiba, no Caldeirão.