20 de outubro de 2020

Dois a favor!

O apito inicial marcou o início de uma avalanche vermelha e preta. E em um instante o Furacão já tinha a vitória encaminhada.

Aos 6’, em uma jogada ensaiada em cobrança de escanteio, Christian cruzou no primeiro pau. Pedro Henrique estava na jogada, mas foi o lateral Campos quem desviou e marcou contra.

E aos 13’, em uma troca de passes envolvente, Christian tocou para Léo Cittadini, que finalizou. Erick chegou dividindo com a marcação e o meia Suazo desviou contra as próprias redes. 

Dois gols contra, mas que nasceram de jogadas trabalhadas e do domínio absoluto do Furacão. E assim seguiu o jogo, com controle completo pelo Athletico.

Mais uma vez, o Rubro-Negro aproveitou com maestria a mescla entre juventude e experiência de seu elenco. Erick e Christian jogaram com a consistência de veteranos. Thiago Heleno e Jonathan com o fôlego e a energia de garotos.

Cittadini retornou ao time com mais uma grande atuação. Marcou, atacou, apareceu pelo meio e pelos lados. Com justiça, eleito o melhor no gramado.

O Furacão ainda teve a mobilidade de Pedrinho e Fabinho no ataque. A segurança de Wellington. As boas presenças Pedro Henrique e Márcio Azevedo. E ainda promoveu a entrada de Jorginho, mais um reforço para qualificar o elenco.

O terceiro gol poderia ter saído na cabeçada de Pedrinho ou no impressionante chute de Christian que o goleiro chileno defendeu. Mas já era o suficiente.

Com dois gols a favor no placar, a liderança estava garantida.