15 de setembro de 2021

Prefeitura oferece estágio para universitários de todas as idades

Remi, 53, Daniele, 48, e Ana Clara, 48, fazem parte do grupo de 108 estagiários da Prefeitura de Curitiba com mais de 40 anos de idade. Eles representam 8,4% dos 1.285 estagiários e atuam em diferentes áreas.

“Temos estagiários com mais de 60 anos. A Prefeitura está aberta aos estudantes universitários da cidade. Não fixamos limite de idade”, avisa o diretor Administrativo Financeiro do Instituto Municipal de Administração Pública (Imap), Antônio Sergio da Silva Bento. O Imap gerencia a contratação de estagiários para as secretarias e órgãos municipais.

Na avaliação de Sergio, que também é professor universitário, existem diferenças entre os estudantes mais jovens e os que têm mais idade. “Os mais jovens tendem a ser mais inquietos. Os que já têm mais vivência, costumam ser mais compenetrados. Eles interagem com servidores de carreira de todas as idades. Esta integração entre as gerações é algo saudável e esperado no mundo do trabalho”, analisa.

O diretor destaca que, independentemente da idade, as possibilidades de estágio na Prefeitura podem garantir outras oportunidades no mercado de trabalho e também atrair futuros servidores. “Muitos se apaixonam, fazem concurso público e vêm trabalhar com a gente”, comemora.

Quem são eles
Na faixa etária dos 40 anos ou mais, há estagiários de Direito, Farmácia, Enfermagem, Engenharia Civil, Segurança do Trabalho, dentre outras.

Predominam universitários de Pedagogia, como Daniele Oliveira Alves Rodrigues, que estagia há quase dois anos na Escola Municipal Francisco Derosso, no Xaxim, perto de onde mora. Ela decidiu voltar aos estudos quando a filha, Ana Paula, já cursava a faculdade de Direito, e mostrou para a mãe que ainda não era tarde para entrar na universidade.

“Ela me deu a maior força, sempre me dizia que ainda dava tempo para estudar e correr atrás. Hoje, ela já é formada, e eu também já estou quase lá”, relata Daniele, que concluirá o curso superior no fim deste ano.

Aos 48 anos, ela se sente jovem na universidade, e encontrou no estágio uma forma de se manter ativa e revigorada. “Minhas colegas da faculdade têm 19, 20 anos, são mais novas do que a minha filha, mas eu criei vínculo com elas, assim como aqui na Escola Francisco Derosso. Depois do curso, rejuvenesci”, conta Daniele, que planeja continuar estudando, depois da faculdade, e quer fazer concurso público.

Novos olhos para Curitiba
Estudante do último ano de arquitetura e urbanismo, Remi Augusto Cavalheiro, de 53 anos, é formado em design e já está na segunda graduação. Ele estagia há mais de um ano na Secretaria do Meio Ambiente, onde teve a oportunidade de colocar em prática tudo aquilo que aprendeu no curso, e se aprofundou em algumas áreas que não teve contato na universidade. Para Remi, estagiar é uma etapa muito importante na formação acadêmica, e fazer este trabalho na Prefeitura tem sido uma experiência única.

“Aprendi a ver a cidade com novos olhos. Aqui dentro, conheci o outro lado, os entraves na execução dos projetos, como funciona a distribuição do dinheiro público, e toda a burocracia por trás da coisa”, afirma. Na Secretaria do Meio Ambiente, ele teve contato com projetos importantes para a cidade. Dentre eles, um dos espaços mais novos de Curitiba: o Museu Paranista.

Na rotina de trabalho, ele convive com outros estagiários mais jovens, e reforça que a interação entre eles é produtiva e sempre respeitosa. Ele explica que o conhecimento prévio se somou ao que aprendeu em sala de aula, e que a experiência de vida agrega muito para o estágio. “Os mais velhos estão ganhando espaço, e essa abertura se deve ao comprometimento e à experiência. Os estagiários mais velhos também tendem a lidar melhor com certas situações, e resolver os problemas com mais independência”, argumenta.

Ana Clara Garcia da Gama concorda com Remi. Ela tem 48 anos, é aluna de Direito e estagiária na Procuradoria Geral do Município. Lá, ela trabalha junto de uma equipe de estagiários mais novos, e relata que as diferenças agregam à rotina.

“Nós nos damos muito bem, e a vivência é fantástica, há sempre muita troca de informação. Lá dentro, existem algumas atividades que eu consigo desempenhar melhor que meus colegas, e há outras em que eles se saem melhor. O nosso orientador consegue extrair essas qualidades de cada um, e acredito que a pluralidade da equipe enriquece nosso trabalho”, avalia.

Ana Clara interrompeu sua primeira graduação, em Pedagogia, quando era mais jovem. E agora que seus três filhos já são adultos e estão estabilizados profissionalmente, ela decidiu voltar à universidade. “Nesse meio tempo, tive contato com o Direito através de um amigo, que é criminalista, e me apaixonei pela profissão”, relata.

Assim como Daniele, Ana Clara conta com o apoio dos filhos para os novos desafios. “Meus filhos também me motivaram muito, e foi bom, é desafiador, e ter eles ao meu lado dá mais energia para continuar”, finaliza.

Como estagiar na Prefeitura
Aqueles que se interessarem por estagiar na Prefeitura podem acompanhar a disponibilização de vagas através do site do Imap, a lista de vagas é separada por área de atuação e é atualizada constantemente.

A contratação de novos estagiários é feita em formato 100% virtual, pelo programa UniverCidade, as vagas têm carga horária variável de 20 a 30 horas semanais, e a bolsa-auxílio depende da disponibilidade financeira de cada órgão. Todos recebem vale-transporte.

A Prefeitura também oferece estágio para pós-graduandos, contanto que o projeto de curso da instituição de ensino onde o aluno está matriculado tenha previsão do estágio, ainda que não seja obrigatório.

É necessário que o aluno faça um cadastro antes de se candidatar às vagas ofertadas pelo Imap. Para falar diretamente com a equipe de estágio e esclarecer outras dúvidas, o interessado pode entrar em contato pelo e-mail estagio@curitiba.pr.gov.br ou pelos telefones 3350-9591 ou 3350-9544 ou 3350-9570.